Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

A Luta contra o Coronavírus na Guatemala

Publicado: Sexta, 14 de Agosto de 2020, 11h42 | Última atualização em Quinta, 24 de Setembro de 2020, 14h04 | Acessos: 224

Elbi Heriberto Castillo Lorenzo
Aluno do CAEM da ECEME

A República da Guatemala se somou à lista de países que confirmaram a existência do vírus COVID-19 e que passou a exigir que todos os empreendedores e líderes de instituições, incluindo centros educacionais, tenham um plano de prevenção interno, protocolos e diretrizes que indiquem o tratamento adequado de todas as situações que possam derivar do vírus em expansão e que possam impactar o fator humano que está sob sua responsabilidade.

O presidente da Guatemala, Alejandro Giammattei, informou em 31 de janeiro de 2020, a proibição de entrada no país de pessoas vindas da República Popular da China, devido ao alerta internacional para a epidemia de COVID-19. Em 25 de fevereiro de 2020, o presidente declarou alerta máximo em todo o país, devido à propagação da doença nos países vizinhos. Entre as ações que as autoridades guatemaltecas implementaram estão os controles sanitários através dos quais os viajantes que chegam ao país por via aérea, marítima ou terrestre devem passar (CORONADO, 2020).

Em 12 de fevereiro de 2020, o Ministério da Saúde Pública e Assistência Social enviou para treinamento, na detecção molecular de SARS-CoV-2, uma especialista em Química Biológica, Miriam Barrera, para a Cidade do México. O treinamento foi organizado pela Organização Pan-Americana da Saúde e pelo Instituto de Diagnóstico Referência Epidemiológico do Ministério da Saúde do México (OPS, 2020).

Em 9 de março de 2020, o governo da Guatemala decretou estado de calamidade com duração de trinta dias, em todo o território nacional, devido à epidemia de coronavírus (COVID-19), como uma medida para limitar a realização de concentrações massivas, comícios ou reuniões com mais de 100 pessoas. O estado de calamidade somou-se à restrição de funcionamento dos mercados cantonais e municipais, de 04:00 às 12:00 horas (BLP, 2020).

Nesse mesmo dia, o Exército da Guatemala juntou-se à luta contra o contágio do coronavírus (COVID-19), implementando o Plano Institucional de Prevenção, Contenção e Resposta. Esse plano surgiu a partir de uma apreciação inicial e de uma análise da situação e dos cenários que estão ocorrendo. O porta-voz do governo guatemalteco afirmou que, no âmbito da administração pública, o que se deseja é ter um nível de prontidão ideal para enfrentar essa ameaça, e que cada instituição contribuisse com o que pudesse, de acordo com sua especialidade (PEREZ, 2020).

Nesse sentido, o Exército da Guatemala e as demais Forças implementaram o Plano Institucional, composto por ações realizadas por forças-tarefa terrestres, marítimas e aéreas, bem como outras unidades isoladas que contribuiram com este trabalho em prol da saúde dos guatemaltecos (SOLORZANO, 2020).

Em 12 de março de 2020, o voo da Aeroméxico procedente do aeroporto internacional Benito Juárez, na Cidade do México, embarcou com 109 pessoas suspeitas de contaminação em direção ao aeroporto internacional La Aurora, na Guatemala. Ao chegarem ao seu destino, todos os passageiros foram admitidos no Hospital Nacional Especializado de Villa Nueva​, onde atualmente permanecem isolados. Foi assim que o primeiro caso de COVID-19 foi confirmado na Guatemala, na sexta-feira, 13 de março, pelo presidente Alejandro Giammattei. Trata-se do guatemalteco Herber Estuardo Cano, originario de Quiché. O infectado é um cidadão guatemalteco de 27 anos de idade, que retornava de uma viagem à Italia. “A entrada do coronavírus na Guatemala é oficial. Temos o primeiro caso” anunciou o presidente Alejandro Giammattei indicando que o bom seria levar o paciente diretamente ao hospital Villa Nueva e fornecer o tratamento. O presidente exortou a população a não entrar em pânico. “Temos que agir com sanidade e contenção”, afirmou o chefe do poder executivo guatemalteco (BIBA, 2020).

Em 1º de março, um cidadão guatemalteco de 85 anos e seus dois netos tornaram-se o caso dois, três e quatro, ao assistir no estádio Santiago Bernabéu uma partida entre a equipe da casa, o Real Madri e o Barcelona. 80.000 pessoas estavam presentes no estádio e suspeita-se que essa grande aglomeração tenha ajudado a espalhar o coronavírus na Espanha. Dois dias depois, no domingo 15 de março, o presidente anunciou em cadeia nacional que o homem de 85 anos havia morrido. Ele era originalmente de San Pedro Sacatepéquez, Guatemala. As duas rotas de transmissão geradas pelos quatro pacientes de Madrid e da Itália infectaram 13 pessoas na Cidade da Guatemala e seis no município de San Pedro Sacatepéquez.

O Presidente da Guatemala, Alejandro Giammattei, ordenou o fechamento de suas fronteiras com o México, El Salvador, Honduras e Belize desde à partir das 00:00 horas de 17 de março, permitindo somente a entrada de compatriotas com identificação e o corpo diplomático acreditado no país. Nesse contexto, o Exército da Guatemala passou a proteger a fronteira com o México para impedir a entrada de estrangeiros em seu território, evitando assim a propagação de Covid-19 (EL UNIVERSAL, 2020).

Outra ação do Exército da Guatemala, por meio de sua indústria militar, foi utilizar a mão-de-obra de adolescentes apreendidos por haverem cometido crimes para produzir 5 mil máscaras de pano. Essas máscaras serão doadas ao Ministério da Saúde (PEREZ, 2020).

Em 17 de março, a Guatemala construiu um hospital em 72 horas com a ajuda de uma doação de 1 milhão de quetzales do Banco Centro-Americano de Integração Econômica para tratar pessoas infectadas no Parque La Industria, na Cidade da Guatemala, contando com 319 leitos, do quais 48 são intensivos. O Presidente anunciou também a construção de 4 novos hospitais em todo o país, nas localidades de Quetzaltenango, Petén, Escuintla e Zacapa, feitos pelo pessoal do Corpo de Engenheiros do Exército da Guatemala (POCASANGRE, 2020).

Em 21 de março, o presidente da Guatemala, Alejandro Giammattei, fez um pronunciamento para a população para que todos os guatemaltecos se unissem em oração e jejum para que o coronavírus (COVID-19) não afetasse mais pessoas. Esse jejum não se restringiu somente a Guatemala, mas a todo o mundo, juntando as igrejas Católica, Evangélica e uma população de judeus. Os jejuns passaram a ser agendados a partir dessa data, todos os sábados, das 05:00 às 12:00 horas (VALDEZ, 2020).

Em 3 de abril, o plenário do Congresso aprovou em caráter de urgência nacional o Decreto 13/2020, Lei de Resgate Econômico às Famílias por Efeitos Causados pelo COVID-19, que estabelece uma expansão orçamentária de Q11 bilhões, financiados através de dívida pública, por meio do Banco da Guatemala (Banguat). O primeiro fundo, que é Q6 bilhões, é chamado de Family Bond Fund, concede contribuições de Q1 mil para a população mais afetada economicamente pela crise. Os recursos serão executados pelo Ministério do Desenvolvimento Social (Mides).

Assim, por 3 meses, 2 milhões de famílias serão beneficiadas devido à emergência de saúde que mantém o país paralisado. O segundo fundo, que é Q2 bilhões, destinados ao Fundo de Proteção ao Emprego, será administrado pelo Crédito Hipotecário Nacional (CHN) e executado de acordo com os requisitos e diretrizes do Ministério da Economia, em coordenação com o Ministério do Trabalho. Este fundo destina-se a apoiar trabalhadores do setor privado, os quais foram suspensos de seus contratos laborais devido às medidas tomadas pelo governo para impedir a disseminação do COVID-19.

Com isso, cada trabalhador receberá um aproximado de Q.2.250,00. Esse fundo permite que sejam concedidos a beneficiários autorizados uma quantia fixa diaria de Q75 por trabalhador, que serão creditados e entregues levando em consideração a disponibilidade dos fundos existentes. O referido benefício econômico está isento de qualquer tipo de redução, retenção ou imposto. O último fundo é de Q3 bilhões, destinado ao Fundo de Crédito para Capital de Giro. Ele destina-se a financiar diretamente, ou através dos mecanismos financeiros necessários, capital de giro com condições moderadas para manter a capacidade produtiva. O destino final dos recursos será utilizado exclusivamente para a concessão de empréstimos em condições amenas, com um montante máximo de Q250 mil, para pessoas físicas e jurídicas. O Conselho de Administração do CHN definirá os requisitos para se tornar um beneficiário desse fundo, bem como os processos de gestão de recursos pelas instituições financeiras supervisionadas e pelas cooperativas de crédito (QUINO TZOC, 2020).

O Exército da Guatemala também participou no apoio às ações sociais, entregando à população um lote de cerca de 25 mil cestas básicas. Segundo o presidente Alejandro Giammattei, o total de cestas básicas a serem distribuídas somam 200 mil. Os critérios de seleção para as famílias que se beneficiam desse auxílio permanecem ocoreeem de acordo com o planejamento do governo, liderado pelos Ministérios de Desenvolvimento, Trabalho, Agricultura, Pecuária e Alimentação, Comunicação, Infraestrutura e Habitação. As cestas básicas contêm 36 quilos de produtos como feijão, arroz, milho, óleo, sal, açúcar e macarrão. O valor de cada unidade é de Q136.12 (GARRÁN, 2020).

Conclui-se que sem a vacina acessível, o isolamento social e outras medidas de prevenção são a melhor opção para evitar consequências mais graves. Essa pandemia é séria e é necessário fazer com quem estiver ao alcance evitar o contato com o COVID-19. As soluções devem ser compartilhadas e o resultado será um esforço conjunto. A solidariedade é importante e cada um deve contribuir, trabalhar e tomando decisões em conjunto para o funcionamento dos serviços de saúde.

Rio de Janeiro - RJ, 20 de abril de 2020.


Como Citar este documento:

LORENZ, Elbi Heriberto Castillo. A Luta contra o Coronavírus na Guatemala. Observatório Militar da Praia Vermelha. Rio de Janeiro: ECEME. 2020.


Referências:

ALVARO, Alay. Ejército extrema medidas de seguridad en los puertos por alerta sanitaria, Publinews. Disponivel em: https://www.publinews.gt/gt/noticias/2020/02/02/ejercito-extrema-seguridad-por-coronavirus.html. Acesso em: 4 de abril de 2020.

BIBA, Esteban. Guatemala confirma el primer caso de coronavirus con un viajero de Italia. Alianza Metropolitan News. Disponível em: http://www.noticias.alianzanews.com/187_ america/6660021_guatemala-confirma-elprimer-caso-de-coronavirus-con-un-viajero-deita lia .html. Acesso em: 4 de abril de 2020.

BUSINESS LAW PARTNERS. Prevención del COVID-19 en Guatemala. Disponível em: https://www.blplegal.com/es/Prevencion-COVID-19-coronavirus-Guatemala Acesso em: 4 de abril de 2020.

CORONADO, Eddy. Coronavirus de Wuhan: Giammattei prohíbe ingreso de viajeros desde China. Prensa Libre. Disponìvel em https://www.prensalibre.com/ guatemala/politica/coronavirus-de-wuhan-giammattei. Acesso em 4 de abril de 2020.

GARRÁN, Felipe. Gobierno comienza entrega de cajas con víveres para familias afectadas por el coronavirus en Guatemala. Prensa Libre. Disponível em: https://www.prensalibre.com/guatemala/comunitario/gobierno-comienza-entrega-de-cajas-con-viveres-para-familias-afectadas-por-el-coronavirus-en-guatemala/. Acesso em: 5 de abril de 2020.

ORGANIZACIÓN PANAMERICANA DE LA SALUD. Capacita a Guatemala para el diagnóstico de laboratorio del nuevo coronavirus. Disponível em: https://www.paho.org/gut/index.php?option=com_content&view=article&id=1309:la-ops. Acesso em: 3 de abril de 2020.

PEREZ, Javier. Ejército se une a la prevención del coronavirus. Diario de Centro América. Disponível em: https://dca.gob.gt/noticias-guatemala-diario-centro-america/ejercito-se-une-a-la-prevencion-del-coronavirus/. Acesso em: 4 de abril de 2020.

POCASANGRE, Henry. Coronavirus: Guatemala confirma el primer caso de COVID-19. Disponível em: https://republica.gt/2020/03/13/coronavirus-guatemala-confirma-primer-caso-covid-19/. Acesso em 4 de abril de 2020.

QUINO TZOC, Hedy. Ley de rescate económico a las familias por efectos causados por el covid-19. La Hora. Disponível em: https://lahora.gt/aprueban-de-urgencia-nacional-ampliacion-presupuestaria-de-q11-mil-millones/. Acesso em 4 de abril de 2020.

SOLORZANO, Sara, Javier. Ejército se une a la prevención del coronavirus. Diario de Centro América. Disponível em: https://dca.gob.gt/noticias-guatemala-diario-centro-america/ejercito-se-une-a-la-prevencion-del-coronavirus/. Acesso em: 4 de abril de 2020.

EL UNIVERSAL. Ejército de Guatemala resguarda su frontera con México por Covid-19 Disponível em: https://cadenanoticias.com/internacional/2020/03/ejercito-de-guatemala-resguarda-su-frontera-con-mexico-por-covid-19. Acesso em: 4 de abril de 2020.

VALDEZ, Marlin. Presidente Giammattei pide a guatemaltecos unirse en ayuno y oración ante emergencia de coronavirus. Disponìvel em: https://agn.gt/presidente-giammattei-pide-a-guatemaltecos-a-unirse-en-ayuno-y-oracion-ante-emergencia-de-coronavirus/. Acesso em: 4 de abril de 2020.


64498.003650/2020-05

Fim do conteúdo da página